Além disso

Planta de casa incrível chamada Begônia Diadema - descrição, características de cuidado e reprodução

Planta de casa incrível chamada Begônia Diadema - descrição, características de cuidado e reprodução



We are searching data for your request:

Forums and discussions:
Manuals and reference books:
Data from registers:
Wait the end of the search in all databases.
Upon completion, a link will appear to access the found materials.

Begonia Diadema é uma planta perene que se parece com um belo arbusto com folhas incríveis, que deu o nome a esta espécie, pois sua beleza vai decorar qualquer interior de sala ou jardim frontal.

Neste artigo, você aprenderá sobre as características distintivas da variedade de outros tipos de begônias. Também aqui você encontrará uma descrição botânica da planta e a história de sua origem.

Como plantar essa flor? Como cuidar dele? Que doenças esta flor pode doer e como se livrar delas? Essas e outras perguntas serão respondidas para você por este artigo, dedicado à begônia Diadema.

Descrição botânica e história de origem

Begonia Diadema é um arbusto perene, que pode crescer de 60 cm a um metro de altura (você pode ler sobre outros tipos de begônias do mato e as peculiaridades de seu cultivo em um artigo separado). Esta planta herbácea foi descoberta pela primeira vez por um botânico da França, Charles Plumier, que batizou Begonia em homenagem a Michel Begon, o organizador da expedição de busca. É nativo das florestas tropicais da América do Sul e Central. Condições de cultivo favoráveis ​​- em florestas tropicais e montanhas, pelo menos 3.000 metros acima do nível do mar.

Características de aparência

Nos caules longos e eretos, existem grandes folhas assimétricas com bordas serrilhadas, atingindo em média 15 cm de comprimento e 10 cm de largura. A cor principal é o verde escuro, com tonalidade azeitona, sobre a qual se encontram manchas brancas contrastantes em toda a sua superfície. Às vezes, as folhas têm uma tonalidade roxa. No verso, as folhas são roxas (você pode encontrar uma visão geral das begônias com folhas vermelhas brilhantes aqui).

Begonia Diadema floresce com delicadas flores rosa pálidoquase branco. Para que a bucha se forme corretamente, ela deve ser girada periodicamente.

Regras e dicas de plantio

  • Para Begônia interna, um vaso raso de 3-4 cm de diâmetro maior que o rizoma da planta é o mais adequado.
  • O plantio (assim como o transplante subsequente) é melhor feito na primavera, antes do início do crescimento intensivo.
  • A planta pode ser regada imediatamente após o transplante.
  • A planta precisa ser transplantada anualmente, mantendo a raiz inteira.
  • Begônia também pode ser plantada ao ar livre. Mas vale lembrar que a Begonia Diadema é uma planta rizoma, que no tempo frio deve ser transplantada para um vaso e mantida dentro de casa.
  • É melhor plantar Begônia no final de maio para excluir a possibilidade de uma forte onda de frio.
  • É aconselhável preencher a cova de plantio com uma composição de solo pronta.
  • Se, após o plantio, ficar frio ou chover repentinamente, a Begônia deve ser coberta com polietileno ou lutrasil para proteção.
  • Nas primeiras semanas, a planta pode ser alimentada com fertilizantes para dar à Begônia uma força rápida.
  • No calor extremo, a planta pode muito bem parar de crescer. Nesse caso, basta aumentar a frequência de rega e monitorar o solo.
  • No início de outubro pode-se desenterrar a Begônia, mas antes é preciso cortar os caules, deixando apenas uma pequena parte (cerca de 3 cm).

Iluminação e localização

Para Begonia Tiaras, os raios solares diretos são destrutivos; a luz difusa ou a sombra parcial são mais adequadas. A Begônia interna deve ser colocada no parapeito de uma janela com vidro escurecido ou em um local onde o sol não alcance.

Importante! Begônia é sensível às mudanças de temperatura. O clima na cozinha é o menos adequado, pois a planta estará constantemente exposta às mudanças de temperatura do fogão e da geladeira.

Requisitos do solo

Primeiro, um terço do vaso é coberto com drenagem (seixos ou argila expandida) e, em seguida, 2-3 cm de carvão para evitar o apodrecimento das raízes. A mistura de solo pode ser comprada pronta ou você mesmo pode fazer... Isso exigirá:

  • folha de terreno (2 partes);
  • areia de rio;
  • turfa de alto pântano;
  • húmus (pode ser substituído por solo de coníferas e gramado).

O solo deve ser ligeiramente ácido (pH: 5,0 a 7,5).

O substrato deve ser esterilizado antes do uso. Para isso, coloque a mistura em banho-maria e, após fervura, leve ao fogo baixo por 1,5 horas.

Cuidado correto

  1. A Tiara precisa de umidade moderada. No tempo seco, a planta é pulverizada, você também pode colocar o vaso em uma bandeja de cascalho úmido.
  2. Certifique-se de manter o rizoma sempre aquecido.
  3. A poda deve ser feita regularmente para rejuvenescer a planta e torná-la mais atraente. Os brotos secos e velhos devem ser removidos para uma distribuição uniforme e eficaz dos nutrientes entre a copa e o rizoma.
  4. Imediatamente após a poda, a quantidade de rega deve ser reduzida até que apareçam novos brotos em crescimento.

    Os cortes serão curados processando-os com carvão triturado.

  5. A fertilização da Begônia pode ser iniciada na primavera. Até meados de julho, é melhor usar compostos contendo nitrogênio (nitrato de amônio, uréia). Para a segunda metade do verão, fertilizantes de potássio-fósforo (superfosfato ou fosfato de potássio) são adequados.

Doenças e pragas

A doença mais comum é a podridão da raiz... Nesses casos, é recomendável secar bem o solo e não permitir mais o alagamento. Além disso, as folhas amareladas servirão como evidência de excesso de umidade no solo.

Se apodrecer for encontrado nas próprias folhas e caules, então ocorre pulverização muito frequente e abundante.

Se não houver floração e as folhas novas estiverem fracas, isso significa que o solo está carente de nutrientes. Begônia deve ser transplantada e alimentada duas vezes por mês.

Manchas pretas nas folhas da Begônia em flor indicam murcha bacteriana.... Pulverizar a planta com um fungicida ajudará. Tal procedimento pode ser realizado até mesmo em Begônia sã, como profilaxia.

Das principais pragas da Begônia, distinguem-se as seguintes:

  1. Mosca-branca com efeito de estufa... Alimenta-se dos sucos das folhas, após os quais começam a murchar e murchar. O melhor remédio é uma solução de sabão (40 g de sabão para cada 10 litros de água), mas deve-se ter cuidado para não o sujar nas raízes.
  2. Nemátodo da galha... Com um nematóide, inchaços e crescimentos começarão a aparecer na planta. É necessário remover as áreas afetadas e regar as raízes com uma pequena quantidade de solução de Heterophos 0,05-0,2%.
  3. Ácaro vermelho finge ser uma teia fina na Begônia. Aparece se a planta for regada em abundância e mantida em local muito quente. A planta afetada ajudará a economizar a pulverização com Detis.
  4. Thrips de estufa É um inseto grande e escuro que se reproduz bem em alta umidade. Begônia deixa descolorir e a planta para de crescer. Você pode lutar com uma solução com sabão.

Reprodução

Begonia Diadema é mais frequentemente propagada por estacas de caule. Mas, além do total, a Begônia pode se reproduzir dividindo o arbusto, as sementes, as folhas e até parte das folhas.

  1. A estaca do caule ou folha deve ser enraizada no substrato (geralmente areia e turfa ou musgo esfagno são usados).
  2. Para acelerar o crescimento, você pode tratar a ponta da estaca com uma solução de água, mel e suco de babosa fresco.

Begonia Diadema é uma planta bastante despretensiosa. Com os devidos cuidados, um belo arbusto vai deliciar os olhos com suas folhas incomuns por muitos anos.


Assista o vídeo: Asi cuido y propago la Begonia Rex (Agosto 2022).